Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa: 91 980686698

Translate

abril 10, 2017

Belém, 10 de abril de 2017. FEVEREIRO/2017 O BALANÇO DO EMPREGO FORMAL NO SETOR SERVIÇO NO PARÁ E EM TODA A REGIÃO NORTE



ESCRITÓRIO REGIONAL DO PARÁ
Nota à imprensa                                                                                                  

EMPREGO FORMAL NO SETOR SERVIÇO VOLTOU A CRESCER NO PARÁ. EM FEVEREIRO/2017 SALDO POSITIVO ALCANÇOU CERCA DE 300 POSTOS DE TRABALHOS

Depois de um longo período de queda, o emprego formal no Setor Serviço voltou a apresentar crescimento no Estado do Pará e na maioria dos Estados da Região Norte. Este Estudo sobre a geração de empregos formais no Setor Serviços no Estado do Pará e demais Estados da Região Norte foi elaborado e analisado pelo DIEESE/PA com base em informações oficiais do Ministério do Trabalho, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED.
Este ESTUDO é parte integrante do projeto do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, parceria entre o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e o Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda - SEASTER.

I – O BALANÇO DO EMPREGO FORMAL NO SETOR SERVIÇO NO ESTADO DO PARÁ E EM TODA A REGIÃO NORTE NO MÊS DE FEVEREIRO/2017.

O Balanço efetuado pelo DIEESE/PA, sobre a Flutuação dos Postos de Trabalhos no Setor Serviço no Pará no mês de Fevereiro/2017, mostra saldo positivo de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados com crescimento de queda de 0,12%. Foram feitas no Setor em todo o Pará, 6.504 admissões contra 6.177 desligamentos gerando saldo positivo de 327 postos de trabalhos (tabela 1).
No mesmo período do ano passado (Fev/2016) o Setor apresentou saldo negativo de empregos formais, foram feitas naquela oportunidade, 6.606 admissões contra 6.893 desligamentos gerando um saldo positivo de 287 postos de trabalhos.
As analises do DIEESE/PA mostram ainda que no mês de fevereiro/2017, no Setor Serviço, a maioria dos Estados da Região Norte apresentaram saldos positivos de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados, com destaque para o Rondônia com a geração de 506 postos de trabalhos, seguido do Pará com a geração de 327 postos de trabalhos; Tocantins com a geração de 107 postos de trabalhos e do Amapá com a geração de 42 postos de trabalhos. Também no mês de Fev/17, o destaque negativo ficou por conta do Estado do Amazonas com a perda de 178 postos de trabalhos, seguido do Acre com a perda de 111 postos de trabalhos (tabela 1).
Em toda a Região Norte foram feitas no Setor Serviço no mês de fevereiro/2017, 15.898 admissões contra 15.169 desligamentos, gerando um saldo positivo de 729 postos de trabalhos formais com crescimento de 0,11% no emprego formal (tabela 1).





Tabela 1
Quadro demonstrativo dos saldos de empregos formais no Setor Serviço
nos Estados da Região Norte no mês de fevereiro/2017
Estados
da Região Norte
Admitidos
Desligados
Saldos
Amazonas
3.270
3.448
-178
Acre
735
846
-111
Roraima
570
534
36
Amapá
518
476
42
Tocantins
1.618
1.511
107
Pará
6.504
6.177
327
Rondônia
2.683
2.177
506

Região Norte
15.898
15.169
729
Fonte: MTE/CAGED                                                    Elaboração: DIEESE/PA


II - O BALANÇO DO EMPREGO FORMAL NO SETOR SERVIÇO NO ESTADO DO PARÁ E EM TODA A REGIÃO NORTE NOS DOIS PRIMEIROS MESES DE 2017 (JAN E FEV).

O Balanço efetuado pelo DIEESE/PA, sobre a Flutuação dos Postos de Trabalhos no Setor Serviço no Pará, nos dois primeiros meses de 2017 (Jan e Fev), mostra um pequeno saldo positivo de empregos formais. Foram feitas neste período no Setor em todo o Pará, 13.549 admissões contra 13.546 desligamentos com a geração de 3 postos de trabalhos. 
No mesmo período do ano passado (Jan e Fev/2016) o Setor apresentou saldo negativo de empregos formais, foram feitas naquele período 13.669 admissões contra 13.929 desligamentos gerando um saldo positivo de 260 postos de trabalhos.
O Balanço efetuado pelo DIEESE/PA sobre a flutuação de Postos de Trabalhos Formais nos Estados do Norte no Setor Serviço nos dois primeiros meses de 2017 (Jan e Fev) mostra que a maioria apresentou saldos positivos de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados, com destaque para Roraima com a geração de 148 postos de trabalhos, seguido do Tocantins com a geração de 20 postos de trabalhos. Na outra ponta, o destaque negativo ficou por conta do Estado do Amazonas com a perda de 683 postos de trabalhos, seguido de Rondônia com a perda de 282 postos de trabalhos e do Acre com a perda de 131 postos de trabalhos (tabela 2).
Nos dois primeiros meses de 2017 (Jan e Fev), foram feitas em todo o Norte no Setor Serviço, 32.674 admissões contra 33.597 desligamentos gerando um saldo negativo de 923 postos de trabalhos com decréscimo de 0,14% na geração de empregos formais (tabela 2).









Tabela 2
Quadro demonstrativo dos saldos de empregos formais no Setor Serviço
nos Estados da Região Norte nos dois primeiros meses de 2017 (Jan-Fev)
Estados
da Região Norte
Admitidos
Desligados
Saldos
Amazonas
7.084
7.767
-683
Rondônia
4.860
5.142
-282
Acre
1.718
1.849
-131
Amapá
1.108
1.106
2
Pará
13.549
13.546
3
Tocantins
3.187
3.167
20
Roraima
1.168
1.020
148

Região Norte
32.674
33.597
-923
Fonte: MTE/CAGED                                                    Elaboração: DIEESE/PA

III - O BALANÇO DO EMPREGO FORMAL NO SETOR SERVIÇO NO ESTADO DO PARÁ E EM TODA REGIÃO NORTE NOS ULTIMOS 12 MESES (MAR/2016-FEV/2017).

O Balanço efetuado pelo DIEESE/PA, sobre a Flutuação dos Postos de Trabalhos no Setor Serviço, no Estado do Pará nos últimos 12 meses (Mar/2016-Fev/2017), mostra saldo negativo de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados com queda de 1,68%. No período analisado, foram feitas no Setor em todo o Pará, 78.547 admissões contra 83.033 desligamentos gerando um saldo negativo de 4.486 postos de trabalhos.
O Balanço efetuado pelo DIEESE/PA, sobre a flutuação de Postos de Trabalhos Formais nos Estados do Norte no Setor Serviço nos últimos 12 meses              (Mar/2016-Fev/2017), mostra que a grande maioria apresentou saldos negativos de Empregos no comparativo entre admitidos e desligados, a exceção ficou por conta de Roraima com saldo positivo de 266 postos de trabalhos. Já o destaque negativo ficou por conta do Amazonas com a perda de 5.959 postos de trabalhos, seguido do Pará com a perda de 4.486 postos de trabalhos e de Rondônia com a perda de 1.748 postos de trabalhos (tabela 3).
Nos últimos 12 meses (Mar/2016-Fev/2017), foram feitas em todo o Norte no Setor Serviço, 200.106 admissões contra 214.838 desligamentos gerando um saldo negativo de 14.732 postos de trabalhos com decréscimo de 2,24% (tabela 3).

Tabela 3
Quadro demonstrativo dos saldos de empregos formais no Setor Serviço nos Estados da Região Norte nos últimos 12 meses (Mar/2016-Fev/2017)
Estados
da Região Norte
Admitidos
Desligados
Saldos
Amazonas
49.890
55.849
-5.959
Pará
78.547
83.033
-4.486
Rondônia
28.442
30.190
-1.748
Tocantins
19.345
20.812
-1.467
Amapá
6.519
7.852
-1.333
Acre
9.903
9.908
-5
Roraima
7.460
7.194
266

Região Norte
200.106
214.838
-14.732
Fonte: MTE/CAGED                                                    Elaboração: DIEESE/PA



Roberto Sena
Supervisor Técnico
DIEESE/PA

0 comentários :

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.