Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

julho 12, 2014

Ciúmes - O sentimento que mata

A obsessão se manifesta através daquele ato ou palavras que com o tempo começam a importunar. Muitas vezes as pessoas não se dão conta da seriedade e dos malefícios em ser possessivo (a). Como dizem por aí. Ninguém é de ninguém. O que o ser humano precisa é de amor, carinho, palavras que suavizem o dia a dia tão complicado.
No entanto,  existem casais que se digladiam  por sentimentos, não de amor, mas por puro egoísmo. Todos tem o direito de se relacionarem com outras pessoas, tanto amigos como familiares. O espírito possessivo destrói as melhores relações, fazendo com que o dominado se sinta oprimido, sufocado e querendo fugir.
Os ciúmes podem dar um tempero ao relacionamento do casal, quando dosado, mas também pode se tornar mortal. 
Quem ama não mata, cuida. Entretanto, em nome do amor muitos estão tirando a vida daqueles que um dia supostamente pensaram que amavam. Sempre haverá dois caminhos, duas opções e novas alternativas. Quem mata em nome do amor, tenta justificar o ato incoerente com mais incoerência. O melhor seria pensar e refletir se realmente valeria a pena cometer um ato tão bárbaro para justificar uma possessão que você nunca teve.

texto aqui

2 comentários :

Concordo 100% com o texto, e por experiência própria. Quando mais nova, a 15 anos atras, morria de ciúmes do meu marido e o torturava, futuramente, cm pouco mais de maturidade, pude ver o qto era prejudicial e vão está ciumes doentio. Quem começou a ter ciumes foi meu marido..... mas hoje, depois desses 15 anos, somos muitos felizes entendendo que cada um precisa ter seu papel como pessoa. Entendemos que não somos metade da laranja e sim 2 inteiros acrescentando na vida um do outro. Metades não andam, respiram ou vivem. Inteiros sim......feliz é o casal que descobre isso!

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.