Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

fevereiro 20, 2013

Dr. Césio Flávio Caldas Brandão


Condenado a 56 anos de prisão, cumpre pena em um Centro de Recuperação no Estado do Pará.

O caso ficou conhecido no Pará como “O Caso dos Meninos Emasculados de Altamira”. O médico foi um dos condenados pela série de crimes de emasculação e assassinatos ocorridos entre 1989 e 1993 contra meninos de 8 a 14 anos na cidade paraense de Altamira, a 777 quilômetros de Belém, o caso ganhou repercussão fora do país. Os crimes apresentavam características de rituais satânicos. 
Na época, chegou à Altamira uma vidente chamada Valentina de Andrade Muñoz, líder de uma seita chamada Lineamento Universal Superior (LUS) e autora do livro “Deus, A Grande Farsa”. Ela e mais seis pessoas foram colocadas como suspeitas do crime. Entre eles, Césio Brandão.
O interessante é que Valentina foi absolvida por falta de provas e seu advogado, á época, foi comparado ao personagem do filme, Advogado do Diabo. 
A questão é que O médico ginecologista Césio Brandão foi julgado e condenado. Está preso por um crime que não cometeu. Uma de suas principais perguntas é:
"-Se era eu quem estava no mato com uma bicicleta matando criança, quem nesta exata hora estava no hospital a uns 8 ou 10 quilômetros de distância , com a minha cara e com o grupo médico fazendo o que somente médicos estão capacitados a fazerem, principalmente no Centro Cirúrgico?"
Vale ressaltar que contra o médico há um depoimento de um ancião de 75 anos. Portador de sequelas de dois AVC. Foi relatado que no dia 1º de outubro de 1992 esse homem empurrava um carrinho de frutas pela Rodovia Transamazônica entre 11:30 e 12hs, quando viu um sujeito saindo do matagal empurrando uma bicicleta vermelha. Tendo em uma das mãos um facão sujo de sangue e na outra um saquinho plástico que pingava um líquido vermelho.
Por sua vez o Ginecologista provou por meio de testemunhas e documentos do Hospital do SESP, local o qual trabalhava, que na data e hora relatada pelo ancião ele se encontrava trabalhando com outros médicos do quadro funcional, pacientes e demais servidores.
Apanhou um filho na escola, fato presenciado por professores e a diretora. Foi provado também que no ano de 1989 e 1990 trabalhava em um Posto de Saúde da cidade de Brasil Novo, distante 46 quilômetros de Altamira; mas nada disso foi levado em consideração.
Francisco das Chagas Rodrigues de Brito é o verdadeiro culpado. Preso e condenado pelos crimes - Réu confesso.

O delegado encontrou escritos em uma folha de papel, nomes e datas em duas colunas. Em uma delas ele reconheceu os nomes da vítimas de São Luis. Na outra não conhecia os nomes, entretanto, ao verificar os arquivos e jornais constatou que eram as vítimas de Altamira. Mais tarde a informação foi confirmada por Francisco das Chagas.

Sempre a repercussão internacional de um crime tende a fazer com que as autoridades deem uma resposta imediata à sociedade, entretanto, essa resposta não pode ser com a condenação de inocentes.


Leia mais...


Pronunciamentos - Senado federal

RDH - REQUERIMENTO COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA, Nº 103 de 2012

Autor:SENADOR - Magno Malta
Ementa:Requeiro , a realização de Audiência Pública para que sejam ouvidas as autoridades policiais e judiciárias dos Estados do Pará e Maranhão, e de outros Estados, conhecedores do caso, bem como uma especialista em criminologia, sobre a autoria dos assassinatos de crianças na cidade de Altamira/PA, e no Maranhão entre os anos de 1989 a 1993 no que ficou conhecido como “Os Emasculados de Altamira”. Senador Magno Malta.
Data de apresentação:06/09/2012
Situação atual:
Local: 
06/09/2012 - Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Situação: 
06/09/2012 - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Indexação da matéria:
Indexação: REQUERIMENTO, COMISSÃO, DIREITOS HUMANOS, LEGISLAÇÃO, REALIZAÇÃO, AUDIÊNCIA PÚBLICA, AUTORIDADE POLICIAL, AUTORIDADE JUDICIÁRIA, (PA), (MA), HOMICÍDIO, CRIANÇA, MUNICÍPIO, ALTAMIRA. Acompanhar

30 comentários :

Isso é um absurdo!
Tem que denunciar e pedir a público a revisão desse processo!

E o nosso país ainda cogita ter Lei de pena de morte! A vida e a morte está nas mãos de Deus, nao temos esse direito! Imaginem tirar a vida de pessoas inocentes, me faz pensar que colocar na cadeia alguém inocente, tbm nao seria uma forma de condenar pessoas à morte em vida? Sei que nao é o caso, mas a justiça tem que cumprir seu papel de forma idônea para que ninguém perca sua vida atras de uma grade inocentemente!

Infelizmente, existe muitos casos de pessoas que são literalmente esquecidos pela justiça. Enquanto tantos que poderiam estar preso e estão soltos "pintando e bordando" por aí.

Lembro deste caso.
Acompanhei ele pelo Mensageiro da Paz, Revista Veja e Revista Vinde, que trataram deste caso com bastante seriedade. Mas lembro que havia outros envolvidos, além da senhora Valentina.
Não entendo estas alegações de falta de prova, já que na época os policiais envolvidos nas investigações alegavam que tinham prova conclusivas contra toda a quadrilha.
Fiquei revoltada contra isto tudo e sei que muita coisa está ainda debaixo do tapete.

Erlon, boa noite.


A boa e velha questão da nossa Justiça.
Na verdade não me espanta que inocentes paguem por aquilo que não cometeram enquanto verdadeiros culpados comemoram a impunidade. "Os Mensaleiros e a menina que roubou o pote de manteiga."
Por "coincidência", hoje eu e um amigo estávamos tomando café pela manhã quando conversávamos sobre o caso da impunidade em relação á corrupção política.
A questão é ainda pior quando relacionarmos essa a causa á pena de morte. Ora, caso seja o Doutor citado inocente, a situação seria irreversível. Uso essa premissa (também) como base para afirmar que o que tem de ser revisto, são as formas como se aplicam as medidas e não a implantação de leis, estaríamos indo contra o efeito e não contra a causa.
Revendo e elucidando as aplicações das medidas punitivas e/ou sócio-regenerativas, aí sim teremos bons resultados.

Em Cristo!

CRISTIANISMO EM FOCO



Misericórdia irmão,
Que o Eterno com sua graça não permita que os inocentes sofram, que o Deus da justiça resplandeça sua luz sobre essa situação!

God bless you!

Microscopicamente falando (João 3.30),

Pr. Walter Filho

http://blogdowaltim.blogspot.com

A realidade e simples a justiça dos homens e sega !!!isso se aplica em tudo ..são apenas homens falhos criaturas de DEUS ,que brinca de jugar que na realidade .só quem conheser o coração do homem e DEUS ,DAI ele sabe realmente quem é quem não é !!!!
dai somos obrigados a aturar todo tipo de erro jurídico, pelo simples fato de ser humanos pecadores também ,justiça pra mim só a de DEUS!!!!!!AI SIM E ONDE DAR TUDO CERTO!!!!

Como já previsto,um absurdo;Isso é questão de justiça,e quando esse médico sair da cadeia,com toda certeza vai entrar com uma ação contra o Estado...,e quem vai pagar?...,o contribuinte!!...,fato.

Como já previsto,um absurdo!...,Isso é caso de justiça;Quando esse médico for absorvido,com certeza vai entra com uma ação contra o Estado;E quem vai pagar a indenização??...,com certeza o contribuinte!!...,fato.Eu procuro acreditar na justiça e na lei,mas desse jeito fica difícil.

Casos assim já aconteceram demais. Quando presenciamos e acompanhamos nos noticiários as tragédias,assassinatos, estupros entre outros, já afirmamos com sentimentos de justiça, que deveriam aplicar a esses tipos de pessoas a Pena de Morte. Mas em outra situação, teria morrido milhares de pessoas inocentes nesse Brasil, aonde a impunidade fala mais em muitos casos. E quando repercute na mídia, eles tem que a todo custo dar uma resposta para a sociedade, e aí que o erro pode ocorrer como nesse caso... A justiça tem que indenizar esse rapaz, mais do que justo.....

História triste de uma realidade mais triste ainda...

Infelizmente essa realidade assola não somente o Brasil, mas todo o mundo. O que as pessoas têm por justiça é uma noção distorcida da realidade. Como já foi citado por vc e pelo companheiro Michael Rossane, a pressa de se dar uma resposta a sociedade acaba levando as autoridades a realizarem um trabalho "nas coxas", feito de qualquer jeito. Uma vida já não tem mais o valor real, desde que não seja da própria família,é claro!
Será que cada responsável pela condenação deste homem,realizaria seu trabalho da mesma forma se o réu fosse um pai ou irmão?
A humanidade caminha rumo à destruição!

Nooossa que absurdo! Imagino como deve estar a cabeça desse homem injustiçado!

Onde chegamos?. Infelizmente, é apenas um de vários casos que acontecem em nosso país, tal chama a atenção pela crueldade e frieza do criminoso. Num país em que prendem-se inocentes e deixam culpados do lado de fora para cometer crimes, por incopetência irreponsabilidade e negligência,nesse mesmo país que futebol e carnaval são levados a sério e a vida é motivo de descaso, não se pode esperar nem ordem ou progresso, mas sim desordem e retrocesso.

Revisão criminal é uma ação, não um recurso, que permite rever uma sentença condenatória que já transitou em julgado. Ela, portanto, desfaz a coisa julgada. Razão para ingressar com a ação de revisão criminal, não existe. Em qualquer tempo, ela é cabível (em tese). Mesmo antes, durante ou depois do cumprimento da pena. Nesse caso, quando a sentença for contrária à evidência das provas ou uando são descobertas novas provas que favoreçam os réus. Nesse caso, seria interessante que o réu, considerando-se injustiçado, ingresse com a revisão criminal.

É muito estranho mesmo, mas o mais estranho é como chegaram no médico? que relações ele tinha que o levaram a entrar nisso? Se ele estava operando e o acusaram de sair do mato com uma faca cadê as digitais? cadê as provas que o condenaram? Muito esquisito esta história, muito furada.

O Brasil sempre foi retrógrada em todos os setores e ainda mais na justiça, e com a hegemonia da cultura esquerdista difundida tende a paralisar de espanto toda a população que vê a privilegiação do banditismo e do politicamente correto.


Ezequiel Domingues dos Santos

Não entendo nada de como anda um processo criminal aqui no Brasil, mas se há injustiça cometida eu sei que se pode apelar até o limite, que é o Supremo Tribunal Federal, eu apelaria, não descansaria até que fosse provada minha inocência. Mas se ainda assim não fosse possível, eu , repito, eu, buscaria uma maneira de adaptar-me a nova situação. Pelo que li o Dr.Césio é cristão e nem posso imaginar a confusão e tristeza em sua mente. Devemos orar por ele. Será que há uma forma de se rever esse processo? Será que há uma maneira da população exigir isso? Quem vai fazer isso? Pois revolta sem ação de nada adianta.

Quem dera esse caso ser o único erro judicial e a única condenação indevida da história! Na verdade, muita gente inocente já pagou por crimes que não cometeu. Davi se queixa justamente disso no Salmo 59.

Inaceitável a falta de resposta para a sociedade e principalmente a falta de respeito para com a família desta pessoa que esta pagando por um crime ou crimes que não cometeu que merecem uma resposta imediata para que o assassino verdadeiro vá a julgamento e pague pelo fez.Minha solidariedade a esta família.

É completamente lamentável, nem acredito que vi o que vi nessa entrevista, o pior e que tenho que amar e orar por uma pessoa dessa, Deus tenha piedade desse miserável, desgraçado, filho do cão, e eu não me preocupo com aqueles que escaparam da lei dos homens, por que o Senhor fará justiça, da lei de Deus ninguém escapa, ninguém escapa.

leia e comente: http://palavrabencoadora.blogspot.com.br/

curta nossa página: http://www.facebook.com/palavraabencoadora

por essa e utras razões que pena de morte no Brasil é crime contra humanidade e eu sou contra diante de tantas aberrações neste processo no caso do médicos césio flavio, como acreditar na justiça, juizes que julgam conforme a presão popular sem respeitar a legalidade e aí, quando este médico sair da cadeia com certeza não vai ficar calado, e nos vamos pagar a conta, seria bom procurar agora os culpados dos erros neste processo . quanto ao psicopata não é caso para juri popular, qualquer psicologo sabe que ele não é capaz e precisa ser recolhido a um presidio psiquiatrico porque não tem cura; julgar como cidadão comum e jogar ele novamente ao seu mundo imaginario diabolico e novas vitimas virão. Porque ninguem passa mais de 30 anos na cadeia

Ainda bem que a justiça divina não falha, me agarro nisso.

CREIO QUE MAIS UMA VEZ VEMOS MAIS UM ERRO DA JUSTIÇA.JUSTO AQUELA QUE DEVERIA SER JUSTA PARA COM TODOS.PRECISAMOS ESTAR EM ORAÇÃO POR ESTE MEDICO,E ESPERO QUE HAJA PESSOAS QUE POSSAM LHES AJUDAR , POIS ESTA CAUSA PRECISARIA IR PARA A SUPREMA CORTE PARA UMA NOVA AVALIAÇÀO POIS NÀO HÁ PROVAS CONTRA O MEDICO. E QUANTO AO ASSASSINO É NITIDO NO SEU PERFIL UMA PESSOA FRIA, CALCULISTA E QUE SE VOLTAR AS RUAS SERA UM PERIGO CONSTANTE. ESSA FAMILIA PRECISA DE UM BOM ADVOGADO, E QUEM SABE UM ABAIXO ASSINADO DA POPULAÇÃO POSSA AJUDAR NA REAVALIAÇÀO DESSE PROCESSO.

Caso constrangedor! Realmente a justiça é falha e achar culpados é a sina da "justiça" brasileira! Justiça corrupta e torpe!!!

Cade os direitos humanos, q só serve pra defender vagabundos.Dr: Césio Brandão médico e amigo da minha familia, injustiçado, um inocente atrás das grades.Justiça podre a do Pará, corruptos, incompetentes.Só funciona com propina.

Trabalhei com o dr. Césio e ele sempre se mostrou uma pessoa correta íntegra. Acredito na sua inocência. Torço para ele.

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.