Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

dezembro 28, 2012

Ano novo atrás das grades

É certo que cada um paga o preço daquilo que planta. Temos sempre a tendência de vivermos para nós mesmos e não se importar com os outros.
Díficil é você se colocar na mesma situação e sentir o desprezo, a solidão. Cremos que somos os melhores e mais santos na terra, entretanto somos incapazes de dispensar um abraço a quem precisa ou mesmo uma palavra amiga.
A experiência de poder entrar em presídios do Estado é única. Levar a esperança a quem precisa. Confortar os que choram.
Mas confortar bandidos?
Quem nunca cometeu pecado, magoou, perseguiu, matou o sonho de alguém, adulterou, desejou a mulher do próximo ou mesmo se omitiu com relação a verdade das coisas?
Se você nunca fez nada disso então jogue a primeira pedra!
 

2 comentários :

só quem reconhece sua fragil humanidade, abraça-a e recebe a gratuita graça e justiça de Deus, pode de fato compadecer-se, amar, sensibilizar-se e principalmente, jamais julgar/condenar outros mortais! Excelente texto.

Reconhecer nosso estado de pecador é humilde e a maioria não tem pois olha os outros de cima para baixo. Há um ditado que diz que a única situação em que devemos realizar tal feito seria para estender a mão oferecendo ajuda. No entanto as pessoas parecem ignorar e esquecer-se que pecam. Os presidiários precisam de uma segunda chance assim como nós e fico indignada qdo alguém acha ridículo um assassino dizer que se converteu a Cristo.
Belo texto meu amigo!

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.