Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

janeiro 04, 2012

Invasores X Guarda Municipal de Belém

"Somos Poucos, Porém sem modéstia, muito bons"

Mais uma vez a Guarda Municipal enfrenta invasores na região metropolitana de Belém. Agora o fato ocorreu no bairro no Tapanã, onde, uma área do (Ipamb) Instituto de previdência e assistência do Município de Belém foi invadida. A negociação que era para ser pacífica e adivinha o que aconteceu? Isso mesmo, se armou o barraco, paus, pedras, gás  lacrimogênio e a guarda teve que se retirar, pois, houve uma forte resistência.
Como sempre a "lepra" das invasões continua e a alegação é sempre a mesma que: "Todos são trabalhadores, não tem casa para morar e que a área é usada por traficantes e ladrões:
Deveriam pelo menos tentar mudar a ladainha porque entra ano e sai ano e a história continua a mesma para justificar as invasões!

7 comentários :

Excelente postagem, principalmente pq reconhece a briosa Guarda Municipal de Belém como o braço forte da municipalidade. Infelizmente a questão da ocupação de áreas é puramente política, uma vez que essas pessoas servem de massa de manipulação de grupos que tentam voltar ao poder municipal. em meio a esse fogo cruzado, estão trabalhadores dignos, quais sejam os valorosos GM's de Belém

O pior é que a maioria das vezes essas invasões não são feitas por quem precisa. São feitas por bandidos que invadem para depois vender o terreno.
Aí quando o poder público age corretamente para garantir o direito, essas pessoas se fazem de vítima... e a mídia muitas vezes "engole" a versãp...

seria bom que a marfia de invasões fosse detonada em todas as areas metropolitanas da grande belem como foi feita essa pela guarda municipal de Belém. Porque se fosse esperar pelo judiciario, predios grandes seriam construidos comercio etc.como aconteceu na cabanagem, a da hibifam e a da seduc, por incrivel que parece só em areas nobres valorizadas. De mãos dada com impunidade da justiças, não vale apenas comprar terreno é só invadir e esperar anos (10 a 20 )anos para se negociar valorores com base no uso capião. Assim quero uma mansão

falando novamente da bendita invasão eu só espero que seja realmente usado pela guarda municipal, tratando -se de Duciomar costa tudo é possivel até mesmo garegem pra seu onibus eleitoreiros que estão guardados sabe se la onde; so sei que as eleições estão aí e eles voltam a aparecer. A guarda municipal já mudou tanto de lugar (que parece com casa de cafetina nordestina) muda conforme o movimento do dinheiro. Há eu não entendi o IPAM é uma fundação e a guarda municipal é departamento do municipio. Estranho essa parceria eu so espero que os socio do IPAM tenham sido consultado sobre esta doação. Afinal é DUDU (um oculista de araque)

Sr. Olenilton, creio que vc deve estar se confundindo com a Guarda Municipal de Ananindeua, pois a de Belém só teve dois endereços, em seus 20 anos de existência, quais sejam: Av. Pedro Álvares Cabral e, agora, Rod. Artur Bernardes. Mas acredito que seja um lapso de memória de sua parte (a idade).Com relação a doação do terreno à GMB não há nada de errado nisso, pois ambas instituições são de direito público e autônomas, ou, pra quem não sabe, a GMB é tão autônoma quanto qualquer secretaria municipal e não um "departamento" como citado acima. Olha, acho que o comentário acima foi todo confundido com Ananindeua. É isso!
Saudaçãoes Azul Marinho!

meu querido anmonimo ( bragantino) o prédio da Pedro alvares cabral numa manobra politica na gestão de governos passado com dineiro do cofre publico municipal para esse fins e depois foi para artur bernades. vale dizer que o instituto de previdencia dos servidores municipais de Belém é uma fundação cujo o gestor é o municipio mais o dinheiro pelo menos parte dele vem dos servidores e não deve ser usado para outros fins que não seja em beneficio de seus cooperados.

olha esse gordo não me é estranho ja vi em algumas invasões por aí sá ainda não no presidio, bem que ele merecia

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.