Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

dezembro 28, 2011

Dor e revolta marcam velório de guarda

Adauto da Cruz Melo

Desolados, familiares, amigos e colegas de trabalho aguardavam a chegada do corpo do guarda municipal de trânsito, Adauto Cruz de Melo, de 45 anos que morreu após ter sido atropelado por um carro Palio na noite de segunda-feira (26), na avenida Almirante Barroso com a travessa Humaitá, bairro do Marco.


2 comentários :

tem alguns militares que pensam que ainda estão em pleno gozo da ditadura militar. Esse militar que atropelou um trabalhador que estava no exercicio de suas funções não teve a decência de assumir sua responsabilidade. Em São Paulo um policial que matou um militar em briga de trânsito foi direto para um presidio e será julgado com juri popular. Em Belém o cara vinha em alta velocidade, drogado e não estava em serviço, depois de matar um trabalhador, foi conduzido a um quartel, vale lembrar que temos um presidio para esse meliantes (CRECAN) mais estamos em mundos diferentes (abaixe a ditadura).

Olenilton, até que enfim um comentário decente, coerente e consistente. O Adauto será para sempre o símbolo dos que operam o trânsito e estão expostos diariamente na violência do trânsito de Belém.

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.