Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

novembro 21, 2011

Guardas-civis são detidos após abordar policial civil em shopping

Esse policial civil precisa passar por uma reciclagem urgente.

Ele não se identificou para os seguranças do Shopping quando foi solicitado, talvez se fosse em uma festa onde a carteirada é normal, seria rápida a identificação e espontânea.
Era algo simples de ser resolvido, isto é, mostrar a carteira de identificação para os seguranças do Shopping, onde, através desse ato, demonstraria no mínimo respeito pelos trabalhadores. Como os guardas civis foram chamados aí o caso se complicou e ele na força de sua "autoridade" não se identificou novamente.
Agora uma pergunta: Voz de prisão aos guardas civis? Porque?


3 comentários :

A Ilma. Comandante foi omissa na defesa dos GCM's, limitando-se apenas a tipificar a suposta infração cometida pelos guardas. E o cara de pau do advogado ainda vem com uma alegação ridícula dessa. Cabe à assessoria jurídica dessa GM, entrar com uma ação na Corregedoria contra o delegado que fez o TCO e os guardas contra esse policialzinho de merda que pensa que pode fazer o que quiser em locais públicos. Por isso morre tanto policial civil que anda se exibindo com arma de fogo na cintura. Peia neles! Azul Marinho nele!

Como o Povo é esquecido, muitos se negam em uma abordagem policial, se quer levantar as mãos aos policiais que por lei PODE fazer abordagem tanto preliminar quanto a minuciosa. Agora ficar a favor dos Guardas isso é demais, se fosse com eles estavam chamando até o Datena, pessoal vamos para de hipocrisia, GCMs não tem poder de polícia, então por isso não pode abordar ninguém.
Vale lembrar que em situação de flagrante a nossa CF permite que até o cidadão poder prender, mas não exerce tal direito.

Quanta falta de conhecimento (pra não dizer outra palavra)!!! Tem gente que não sabe nem o que é ser cidadão, quanto mais entender de legislação! Pessoal, só a título de esclarecimento, apesar de saber que tem muita gente esclarecida que acessa esse blog.
Qualquer servidor, no exercício de sua atribuição legal, TEM SIM, PODER DE POLÍCIA, que é o chamado "poder de polícia administrativa", conferido a qualquer servidor público no estrito cumprimento do dever legal, uma vez que, nessa qualidade, ELE representa o Estado (administração pública). O anônimo está confundindo com o poder DA POLÍCIA, que é o poder de realizar diligências e cumprir mandatos da justiça, o qual é conferido somente aos agentes da segurança pública. Corroborando com esse argumento, nosso CP (Código Penal) tipifica como crime o desacato a servidor público. Já não bastasse essa tese para enquadrar o caso em tela, vale ressaltar que hoje, pra quem ainda desconhece, as GM's estão inseridas no contexto da segurança pública do Brasil, com iminência da votação e aprovação no Congresso Nacional da PEC 534, que reconhecerá, formalmente, o imprescindível papel das Guardas Municipais nos municípios, uma vez que, com o inchaço das máquinas públicas estaduais, inevitavelmente, a segurança pública também deverá ser municipalizada.
Bom, da próxima vez, espero que o "anônimo", seja mais prudente ao comentar o que desconhece.

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.