Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

dezembro 31, 2010

Guardando a Lei

Refletindo sobre a data tão comemorada que é o dia 31 de dezembro onde celebramos a passagem de ano, fico a pensar nos fogos de artificio, nos abraços e na esperança de termos dias melhores. Entretanto, vem à mente que o ano novo era dedicado pelos romanos  à Jano o deus dos portões, e o mês de janeiro deriva do nome Jano.
Então tendo conhecimento dessa história deveria eu deixar de comemorar o ano novo com a minha família e me enclausurar como um "santo do pau oco" e recriminar todo e qualquer festejo em volta desta data?
Ou então deixaríamos de comemorar o dia das mães porque na era mitológica esta data era oferecida a "Rhea" mãe dos deuses?
Hoje como ontem há religiões que enclausuram seus fiéis em doutrinas que aprisionam. Imaginem uma familia que não comemora o aniversário de seus filhos porque isso não está escrito na biblía. Citam que os únicos festejos de aniversários narrados na bíblia se relacionam a faraó rei do Egito e ao rei Herodes. Aí eu pergunto: O que eu tenho a ver com isso? Deveria eu deixar de comemorar os 15 anos de meu filho, porque um tal Herodes era pagão?
Deveria eu deixar de comemorar o nascimento de Jesus em dezembro porque nada está escrito na bíblia sobre esta data? Deveria eu deixar de presentear meu filho, esposa e os mais chegados, por que a data está relacionada a "São Nicolau, o santo".
Sem dúvida alguma tudo nesta vida está relacionado ao comércio e ao dinheiro, não se pode negar, porém, devemos atentar também que não cumprimos as coisas minimas que estão escritas nas sagradas escrituras, como "amar ao próximo como a si mesmo".
Falta amor ao próximo, sempre julgamos e condenamos, temos  em nós a falsa modéstia, de boca para fora somos humildes, mas em nosso interior habita o orgulho e a soberba.
Em muitos momentos somos como os fariseus, queremos cumprir aquilo que está escrito na lei, mas ao fazer isso, passamos a julgar e condenar os outros por aquilo que achamos que é o certo. 
Você pode se enclausurar no Natal, não dar presentes aos seus filhos, não comemorar a própria data de aniversário, não presentear a mãe no dia tão celebrado, ou mesmo achar que o ano novo é do demônio. Mas uma coisa é certa, se tú te guardares de tudo isso e viver como um monge, mas continuar julgando o teu próximo, e não amando os da própria familia. você será apenas como o som de uma lata vazia caindo ao chão, não fará diferença alguma onde quer que esteja.

6 comentários :

muito interessante erlon sua postagem parabens eu tambem acho q nao devenos nos levar por estas coisas o q importa e q estejamos temendo e servindo ao Deus de nossa salvaçao!!!!!!!!!!

Sim, toda lei e legalismo não nos levam a lugar nenhum que seja bom, a não ser um lugar de PRISÃO. Deus te abençoe irmão.

olá...
passando para coferir o blog, parabens,que ele seja pena nas maos do destro escritor, e atraves dele vidas possam estar sendo alcançadas.
Deus abençoe sua vida e toda sua familia.
=D
Fernanda

sua matéria tem sentido, não podemos deixar de nos alegrar, louvando a Deus, presenteando nossos amigos e parentes, porque alguem dedicou estas datas a deuses pagãos. tudo que fizermos seja ao Senhor e não a homens

Pr Fausto

Sabe quando me deparo com esses questionamentos eu percebo que falta educação as primícias de Cristo veem muitos dizerem a carne é isso é tudo a carne, mas não nos educamos a uma nova vida em Cristo e intimidade com Espirito Santo. De fato a carne grita muitas vezes mas não nos policiamos ao evangelho. Acho ótimo quando retoma a ideia do amor de Deus, isso falta em nós a cada dia, se estas datas existem tudo bem o que poderíamos fazer diante disso? Acho que pouco, acredito que reconhecer a intimidade e amor ao Pai nos levará a entender mais e mais o nosso proposito, mas como mesmo disse sem isso nos perdemos no farisaísmo. Que Deus te abençoe irmão, me fez refletir muito sobre isso.

A Paz de Cristo Erlon, uma beleza de texto, concordo em tudo que foi falado, o que importa e o que temos em nossos corações, como diz a Palavra do Senhor, fazei tudo em nome do Senhor, e hoje o que se pode ver é que as pessoas vivem com rancor no coração, julgando as pessoas, colocando fardos pesados nas costas dos outros, querendo crucificar, condenar e esquecem que Jesus já pagou pelo nosso erro e mais, esquecem que a Bíblia diz que só quem pode Julgar é o Senhor, não tiram a trave do próprio olho e quem tirar dos outros. Que todos possam se encher do amor do Senhor, um amor ágape que não olha para o defeito dos outros, mas que ama acima de qualquer coisa, sem esperar ser amado, que Deus nos abençoe a cada dia.

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.