Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

maio 15, 2010

Insanidade

Certa vez em 1998 estava dentro do presidio São José e durante  a nossa reunião sentei ao lado de um rapaz. E começamos a conversar e perguntei a ele o por quê dele estar ali, isto é,  "preso". A resposta dele foi rápida sem pensar duas vezes. "Eu matei o meu irmão". Para mim foi como se eu levasse um choque, e passou rapidamente na minha mente o seguinte: Se ele tinha matado o próprio irmão, o que seria de mim?
Hoje  uma das coisas que não faço, é perguntar o que alguém que está preso fez, porque a resposta com certeza pode chocar, e nós estamos ali  não como juízes.
Entretanto é dificil não darmos a opinião sobre determinados atos cometidos diariamente, e que são noticias em todo o Brasil.
A última noticia que ouvi é sobre o universitário em Brasilia que matou a mãe. Enterrou o corpo na própria casa, e simulou um desaparecimento, e mandou fazer cartazes como se nada soubesse.
É difícil entender até que ponto chega a insanidade de um filho em ter coragem de matar uma mãe. Esse não é o único caso, há vários casos onde mães foram asassinadas e nas mesmas condições o pai,  que muitas vezes é agredido pelos filhos. Diz a palavra de Deus que devemos honrar pai e mãe. Mas isso há muito tem ficado de lado. Há pecados e pecados. Mas há pecados, crimes como esse, em que não há  perdão
infelizmente.
O sangue de Cristo nos purifica de todo o pecado, mas há fatos, que fica dificil acreditar no perdão.
Deus é misecordioso, mas quando Jesus estava diante de pilatos, e pilatos tentando livrar a Jesus disse: não vejo culpa nesse homem, mas o povo em um coro responderam: "Crucifica-o, e que o seu sangue caia sobre nós e sobre os nossos filhos". E isso aconteceu literalmente nas gerações seguintes. Deus é mesicordioso, mas também é justiça, e com certeza a justiça se cumprirá não só nesse caso, mas em todos. O sangue dos inocentes clama por justiça!

0 comentários :

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.