Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

maio 15, 2010

Cesar Peluso

O Ministro Cezar Peluso, Presidente do STF e do CNJ, participou de audiência pública na manhã de ontem (12/05) na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania do Senado Federal. Na oportunidade, ele se manifestou a favor da proposta de Emenda à Constituição (PEC 048/09), que estabelece trinta dias de férias coletivas e trinta dias de férias individuais, mediante escala, para os magistrados; o Ministro preferiu denominar o período de férias coletivas como recesso forense, anotando que historicamente a preservação dos dois períodos se justifica, salientando, a propósito, a pesada carga de trabalho afeta a Juízes e Desembargadores. Disse o Ministro que "diferentemente de outras carreiras, a Magistratura    tem peculiaridades. A regra geral é que o Magistrado não tem dia nem hora para trabalhar. Eu mesmo testemunhei uma fase de morte prematura de muitos Juízes em decorrência do excesso de trabalho".
Fonte: Jus Brasil

Dá até pena desses magistrados,  enquanto muitos trabalhadores vivem a penúria de salários indignos e muitos não tem férias pela precariedade de orgãos para fiscalizar essas empresas. Todos tem o direito de lutar pelos seus direitos, mas dizer que Juízes morrem de tanto trabalhar, faça me o favor!!!
Uso as palavras do Fenômeno: "Ainda tenho que ouvir isso".

0 comentários :

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.