Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

janeiro 02, 2010

Pastor Antônio Carlos Mota.wmv

Hoje gostaria de ter outro assunto para falar. Mas ainda continua os rumores da morte do Pastor Antônio Carlos Mota. O Sr Antônio Carlos Mota foi setenciado em Marabá. Lá mesmo recebeu a visita de duas irmãs, e através disso aceitou a Jesus. Foi transferido para o Presídio de Americano I no qual passou alguns anos. Depois passou ao regime semi-aberto. Permaneceu durante três anos na Colônia Agrícola Heleno Fragoso. Sendo durante esse tempo dirigente de congregação dentro do presídio, pois há uma igreja na Colônia. Durante sua permanência como Dirigente o trabalho teve um excelente crescimento. Sua liberdade condicional começou em 1995 terminando em 2005, ano no qual assinou o livro pela última vez. Quando saiu da Colônia o irmão Antonio Carlos era semi analfabeto. Concluiu o primeiro e segundo grau pelo Desu. Depois fez quatro anos no Setad. Conheceu sua esposa (Irmã Rita) em um encontro de ressocialização na Colônia do Apeú dirigido pelo irmão Teixeira Trabalhou no S.O.S drogados com o Pastor Valdolino. (assembléia de Deus de Madureira) Seu sonho era se tornar um Pastor. Estudou com afinco para que isso se tornasse real em sua vida e obteve exito. Muitos estão tentando contar uma história a qual ninguém tem conhecimento. A não ser aqueles que participaram. E com certeza esse banquete é para poucos. Porque para poucos? Por que poucos querem ajudar o próximo, poucos se esforçam para tentar tirar os perdidos da lama. E isso não é com dinheiro nem pela força. Nem com hipocrisia ou falsas palavras. Estava vendo um video no youtube a respeito do repórter Boris Casoy. Mostraram uma vinheta onde dois Garis desejam Feliz Ano Novo a todos. A vinheta se encerrou mas o microfone no estúdio  ficou ligado: E ouve-se ele dizer: Que m............Dois lixeiros desejando felicidades.kkkk..................Do alto de suas vassouras. Dois lixeiros "O mais baixo da escala do trabalho" http://www.youtube.com/watch?v=0goMr8X6yHQ É triste constatarmos que nem sempre o que se ouve corresponde a realidade. Ele falou por pensar que ninguém iria ouvir, apenas seus amigos. Mas o lixeiro quando morrer com o tempo se transformará em pó. E ele se for para uma sepultura de ouro. Também se transformará em pó. Todos nós somos iguais sem diferença alguma. A não ser é claro o dinheiro. Na bíblia diz que o dinheiro responde por tudo. Mas é claro quando a morte vem o dinheiro já não tem poder algum. Muitos vivem na sombra de aparências. Fingem que ajudam, fingem que se importam ou se preocupam, fingem que trabalham, fingem que lideram, fingem que se submetem, fingem que amam. Mas pouco é feito ou quase nada. A morte do Pastor Antonio Carlos Mota não é simplemeste algo corriqueiro. Não! A morte dele marca uma era onde homens e mulheres anônimos em sua grande maioria, com amor, paciência e perseverança tiveram o privilégio de serem participantes no crescimento espiritual não só dele mas de muitos que já foram libertos. Ele em especial pois se tornou Pastor e com certeza muitos ainda surgirão das cinzas.

0 comentários :

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.