Salvar postagem como: PDF

Total de visualizações de página

Anuncie sua empresa

Translate

abril 09, 2008

Polícia de São Paulo diz já ter desvendado '70%' do caso Isabella




A polícia já apurou 70% do que aconteceu na noite em que Isabella Nardoni morreu em um prédio na Zona Norte da capital, segundo informou na manhã desta quarta-feira (9) a delegada-assistente do 9º DP, Renata Pontes. Ela comparou as investigações a um quebra-cabeça composto de depoimentos e provas técnicas. “A gente já tem 70% referente à dinâmica (do crime), ao ferimento, onde que aconteceu, enfim, tudo o que foi feito lá dentro até o óbito”, disse. Ela acredita que os 30% que faltam ser esclarecidos, a partir dos laudos periciais, não serão surpresa. “A polícia está chegando mais próxima da verdade”, acrescentou.Entretanto, sem dar detalhes, o delegado do 9º DP, Calixto Calil Filho, disse que boa parte da chamada cena do crime foi montada, mas que ainda faltam mais de 50% das investigações.Segundo ela, 36 pessoas foram ouvidas pela polícia até agora e outras 19 foram intimadas a prestar depoimento. Renata Pontes afirmou que a tônica de alguns depoimentos vêm se repetindo. “Um depoimento vem dar credibilidade ao outro, um corrobora o outro.”A delegada-assistente ainda informou que laudos do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC) não serão divulgados nesta semana. Apesar de os resultados não estarem prontos, ela afirmou que a polícia está perto das conclusões. Renata Pontes avaliou que as imagens de Isabella com a família horas antes de sua morte em um supermercado em Guarulhos, na Grande São Paulo, ajudaram nas investigações.
Ela não quis dizer se Alexandre Nardoni, pai de Isabella, e Anna Carolina Jatobá, madrasta da menina, são suspeitos, alegando sigilo nas investigações.

0 comentários :

Postar um comentário

Todos os comentários serão bem vindos, porém, só aprovarei dentro do tema exposto.